Festa lembra 98 anos de Patativa
A pequena cidade de Assaré, na Região do Cariri, presta homenagens ao seu filho mais ilustre: Antônio Gonçalves da Silva, o Patativa do Assaré, durante três dias - de 3 a 5 de março próximo - celebrando os 98 anos do poeta popular

Mais de quatro mil pessoas de 20 cidades da Região do Cariri, Sul do Ceará, estão sendo esperadas para a festa dos 98 anos de nascimento do poeta popular e escritor Patativa do Assaré que morreu em julho de 2002. Antônio Gonçalves da Silva, nome de batismo de Patativa, será homenageado em Assaré - município onde nasceu, viveu e morreu - a partir do dia 3 de março e até o dia 5 daquele mês, data em que nasceu, em 1909. Estão programados lançamentos de cordéis, palestras, oficinas literárias, bienal de literatura popular, cortejo de grupos folclóricos, shows de cantores, bandas, violeiros e repentistas.

"'Patativa do Assaré em Arte e Cultura' é um movimento que está surgindo na cidade com a participação das novas gerações que se inspiram na vida simples do agricultor, poeta, filósofo e autodidata Patativa do Assaré", diz o secretário de Cultura e Turismo de Assaré, Francisco Eugênio Costa Oliveira. No primeiro dia de comemorações, haverá acolhida dos participantes das oficinas na Escola Batistina Braga e às 9 horas começam as aulas também na Escola Raul Onofre.

Às 9h30min, será aberta a Bienal de Literatura Popular no Centro Social Educacional Maria de Jesus Oliveira. Também haverá lançamentos de livros, cordéis e palestras com a participação de integrantes da Associação dos Cordelistas do Crato. Às 17 horas, tem o cortejo dos grupos folclóricos saindo de frente da Capela de São Francisco.

Na noite do primeiro dia, estão previstas apresentações de grupos populares na praça da Igreja Matriz de Nossa Senhora das Dores, abertura da exposição dos Mestres da Cultura no Memorial Patativa do Assaré e feira de artesanato, também na praça da Paróquia de Nossa Senhora das Dores. Às 20 horas, serão realizadas apresentações da poetisa Bruna Costa e do poeta Chico Pedrosa. Em seguida, apresentam-se shows de grupos locais, Gildário do Assaré e Cícero do Assaré.

No dia 4 de março, às 8 horas, continuam as oficinas literárias, apresentações de grupos folclóricos no Mercado Público da cidade, lançamentos de livros e mesa redonda sobre literatura de cordel. No fim da tarde tem a feira de artesanato e reisado na praça da Igreja Matriz de Nossa Senhora das Dores. Até 1h30min, no mesmo local, tem shows de violeiros e repentistas, de bandas musicais e do cantor Jorge de Altinho.

No dia do aniversário de Patativa, 5 de março, os festejos começam às 6 horas, com alvorada festiva na praça da Paróquia de Nossa Senhora das Dores. Na casa onde viveu Patativa, será servido um café da manhã para os artistas populares e às 8 horas, vai ser celebrada uma missa na igreja matriz. Ao meio-dia, a homenagem será feita pelas emissoras de rádio Patativa AM e FM.

No início da noite, serão encerrados os trabalhos das oficinas e às 19 horas, haverá uma trilogia nordestina. Das 20 horas até meia-noite, estão programados shows com bandas de forró e do cantor Luizinho de Irauçuba. (Colaborou Amaury Alencar)
 
Retour à l'accueil