Puxados por um trio elétrico com música religiosa, cerca de 30 mil motociclistas partirão de uma romaria, que sairá de Fortaleza no próximo domingo, dia 16, rumo ao santuário de São Francisco das Chagas, no município de Canindé. A 21ª Moto-Romaria Fortaleza-Canindé irá reunir milhares de fiéis a duas rodas com o tema “Fé e Liberdade com Responsabilidade”.

Saindo da Av. Mister Hull, em frente ao Colégio Santa Izabel, às 8h30 da manhã, o grupo irá chegar à cidade de Canindé em torno de 10h30.

Os motociclistas serão divididos em dois grupos, o primeiro é composto por motoclubes, com motocicletas de grande porte. São clubes como o Guerreiros do Sol, o Dragões Indomáveis, o Esquadrão do Asfalto, o Cobras do Asfalto, que viajarão numa velocidade de até 100km por hora. Atrás do trio elétrico vem o segundo grupo, que será composto por motos de pequeno porte, que seguirão viagem numa velocidade de até 60km por hora. O Sindicato dos Mototaxistas de Fortaleza (Sindmoto-FOR) marcará presença no evento religioso.

O organizador da Moto-Romaria, Edson Peixoto Maia, é assessor do Sindmoto-FOR, presidente da Associação dos Motociclistas do Estado do Ceará (Amortece), fundador do motoclube Esquadrão do Asfalto e integrante do Motoclube Dragões Indomáveis. Maia explica que, como a estrada está em boas condições, o evento de domingo irá atrair um grande número de participantes. A organização espera entre 25 mil e 30 mil motociclistas, mesma previsão de participantes da edição do ano passado.

Os participantes pagarão o valor de R$ 10,00 pela camisa do evento, dinheiro que será destinado a duas entidades filantrópicas no município de Canindé. A primeira é a Casa do Povo, um abrigo destinado para crianças e adolescentes carentes da cidade. O outro é o Hospital São Francisco.

“É importante ressaltar que se trata de um evento religioso, um encontro com a fé”, diz Maia. “Fazemos de tudo para que a romaria ocorra sem problemas”, completa. O evento será acompanhado por 30 homens da Polícia Rodoviária Federal (PRF) com 12 motocicletas, quatro carros e uma UTI móvel. Também acompanharão, uma ambulância do Corpo dos Bombeiros e outra da Prefeitura de Canindé, além de três caminhões de apoio, da organização do evento, que compõem uma estrutura para realizar o eventual conserto de motocicletas durante a viagem. O evento conta com o patrocínio de empresas como a Mobil Super Moto, a Penta Pneus, a AP Motos, a Pirelli, a Crasa Motos, a Suzuki, a Global Motos, a Moto Maia e a Edzill Cópias.

Criação
Maia participou de todas as 20 edições da Moto-Romaria já ocorridas, as últimas 15 como organizador do evento. “Da primeira edição do evento, que aconteceu no ano de 1979, participaram apenas 15 motos. Hoje o evento cresceu muito e recebe milhares de participantes”, explica.

Em conseqüência de um acidente grave, ocorrido na década de 1980, os integrantes da romaria perderam um pouco o entusiasmo. Foi quando Maia assumiu a organização, já que tinha feita a promessa de visitar São Francisco todo ano, que até hoje cumpre com fé.

REQUISITOS

Capacete
O participante precisa usar capacete e seu capacete tem de possuir uma viseira na frente.

Segurança
O motociclista não pode fazer ziguezague na pista, pondo os outros participantes em risco. Ele também precisa andar com a luz acesa.

Ato sereno
O romeiro não pode buzinar. O evento requer serenidade.

Cores claras
O participante da Moto-Romaria irá usar camisa com uma cor clara, para se identificar como participante.

Boas condições
O motociclista viajará com uma moto que se encontra em boas condições para a viagem.

Mais informações:

Moto-Romaria Fortaleza-Canindé
16 de setembro, às 8h30
Av. Mister Hull, em frente ao Colégio Santa Izabel
(85) 3274.2442 e 9981.2675

 

Retour à l'accueil